Comando para Ignorar Faixa de Opções
Ir para o conteúdo principal

31/08/2017Com o recorde de 12 GW de capacidade instalada, fonte eólica atingiu a capacidade de abastecimento de 54 milhões de habitantes

Veículo de Comunicação: EXAME

Data de Veiculação: 30/08/2017

 

Renovável, limpa e mais competitiva a cada dia, a fonte de geração de energia eólica acaba de atingir 12 GW de capacidade instalada no Brasil, abastecendo indústrias, comércios e residências. Esta e outras novidades sobre o setor serão anunciadas durante a 8ª edição do maior evento de energia eólica da América Latina, o Brazil Windpower, que vai até a próxima quinta-feira (31), no Rio de Janeiro. O evento é realizado pela Associação Brasileira de Energia Eólica (ABEEólica), pelo Conselho Global de Energia Eólica (GWEC) e pelo Grupo CanalEnergia.​

 

Atualmente, os mais de 450 parques eólicos instalados pelo solo brasileiro abasteceram, mensalmente, cerca de 18 milhões de residências no último ano, o equivalente a aproximadamente 54 milhões de habitantes. Para se ter uma ideia, é como se todas as residências do estado de São Paulo inteiro, tivessem sido abastecidas apenas com energia eólica no último ano.

 

O marco dos 12GW é um importante passo para o Brasil e eleva a nossa posição no ranking mundial dos principais países geradores de energia eólica, pulando da 10ª para a 9ª colocação na lista, ultrapassando a Itália. Além disso, no ranking de nova capacidade instalada, ficamos em 5º lugar (com 2GW de nova capacidade), o que demonstra o avanço do crescimento da fonte aqui no Brasil.

 

Apesar da severa crise econômica brasileira, os bons ventos têm soprado a favor da fonte, que gerou 15,8 TWh de energia eólica no 1º semestre de 2017. Quantidade superior em 24%, em relação ao mesmo período de 2016. O montante representa, em média, 6% de toda a geração injetada no sistema. A força dos ventos é responsável pela criação de 15 postos de trabalho a cada megawatt instalado, e no total acumulado até o momento, são 180 mil empregos diretos e indiretos.

 

De acordo com estimativas da Abeeólica, considerando apenas os contratos já assinados (com empreendimentos que estão em fase de construção ou contratados), a previsão é de que até o ano de 2020, sejam instalados mais 270 novos parques eólicos, gerando mais 6 GW para o sistema. O potencial eólico brasileiro é superior a 500 GW (lembrando que acabamos de atingir 12GW instalados). O gráfico abaixo mostra a evolução da capacidade instalada e o que já está contratado com previsão de instalação até 2020.

 

Sustentabilidade ambiental e socioeconômica – A energia gerada a partir dos ventos é renovável, não polui, não emite gases de efeito estufa, e evitou a emissão de 19 milhões de toneladas de CO2 nos últimos 12 meses. Além disso, grande parte dos parques eólicos estão instalados em regiões de pequenas propriedades rurais, onde o arrendamento destas terras torna-se uma renda extra para as famílias, gerando melhorias na qualidade de vida da comunidade local. A instalação dos parques não interfere na atividade rural destas propriedades e permite o desenvolvimento de outras atividades como agropecuária e criação de animais. Outro fato é o aproveitamento e a capacitação da mão de obra local.

 

Segundo a presidente da Abeeólica, Elbia Gannoum, o setor tem se mostrado cada vez mais importante para o País, tanto no sentido de ampliar a participação das energias renováveis na matriz elétrica brasileira, como para contribuir com a retomada do crescimento econômico do Brasil.

 

Segundo a Abeeólica, o ano de 2016 encerrou com US$ 5,4 bilhões investidos no setor eólico. Considerando o período de 2009 a 2016, esse número chega a US$ 32 bilhões. A ascenção da indústria eólica brasileira tem se dado, não só pela ótima qualidade dos ventos brasileiros, mas em razão ainda, do forte investimento das empresas que, nos últimos anos, construíram uma cadeia produtiva nacional para sustentar os compromissos assumidos e o enorme potencial de crescimento desta fonte de energia. Os grandes fabricantes de implementos, peças e grandes componentes estão instalados no Brasil, produzindo e contratando em solo nacional. Além disso, dezenas de empresas brasileiras foram criadas ou passaram às demandas da cadeia produtiva.

 

Brazil Windpower com energia limpa – Toda a energia consumida durante esta edição do Brazil Wind Power virá de energia eólica. Isso será possível porque a Honda Energy concedeu certificados de Energia Renovável ao Brazil Windpower. Os certificados são referentes à energia eólica produzida pela Honda Energy em seu parque eólico, inaugurado em novembro de 2014 para fornecer energia eólica para a fábrica da Honda em Sumaré (SP). O parque eólico da fabricante japonesa está localizado na cidade de Xangri-Lá (RS).

 

Sobre o Brazil Windpower | Conferência e Exposição- O maior evento do segmento, na América Latina, está em sua 8ª edição e reúne as principais autoridades e executivos do setor, além de mais de 100 expositores, representados pelas maiores empresas da cadeia produtiva da indústria de energia eólica. Composto por palestras, painéis de debates, workshops e feira de negócios, o evento obteve um público presente de 2.800 participantes, com 110 expositores e 83 palestrantes. Segundo os organizadores do evento, a exposição, desde as últimas edições, vem refletindo o bom momento vivido pela indústria eólica, com um ambiente de ótimas oportunidades de negócio, propício a novos investidores.

Endereços

Av. Tancredo Neves, 450 - 23º e 25º andar
Caminho das Árvores | Salvador / BA | Brasil
CEP: 41820-901 | Tel/Fax: +55 (71) 2886-0840 | +55 (71) 2886-0841 | +55 (71) 2886-0842 | +55 (71) 2886-0885

Rua Barão de Caetité, 393 - 1º andar
Centro | Caetité / BA | Brasil
CEP: 46400-000 | Tel/Fax: +55 (77) 3454-3015

Av. Roque Petroni Junior, 999 - 4º andar
Vila Gertrudes | São Paulo / SP | Brasil
CEP: 04707-910 | Tel/Fax: +55 (11) 3509-1100
+55 (11) 3509-1113

2012 © Copyright - Todos os direitos reservados
Termos de Uso | Política de Privacidade